sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Inspirações XVIII

                                                                                Franz von Stuck (1963 - 1928). Alemanha. 

Salão dos pecados, lugar da foda e dos prazeres sem limite,
Matadouro das iniquidades, lugar do triunfo da maldade,
Te copio imagem transgressora, te adoto linda Afrodite,
Em teus véus de fluidez me exibo em total cumplicidade.

Leves sedas orientais que me tocam e arrepiam meus pelos,
Eriçam-me os mamilos e se molham meus pentelhos,
Sinto no cu tesão safado, quero nele delícias e flagelos,
Penetra-me, finca-me o caralho, derruba-me, me põe de joelhos.

Fode-me como rameira elegante do salão de minha mente,
Abusa-me e mete em minha boca teu cacete fulminante,
Mata-me de gozo, canalha, quero a morte finalmente.

E lambe emputecido a minha buceta meu safado,
Bebe liquefeito e licoroso o meu prazer culminante,
Enquanto desmaio enlouquecida por um prazer obcecado.




4 comentários:

  1. Me encanta tu exhibicionismo
    Oh Afrodita allende los mares,
    que entre espumas viniste a mi.

    Adoro sentir como se erizan tus pezones,
    como se "entiesan" tus tetas níveas.
    Quiero adornar tu cu cu
    con las caricias delirantes de los flagelos.

    Quiero beber de tu buceta
    los líquidos de chorreante espuma
    hasta caer rendido a tus pies.


    ResponderExcluir
  2. Confesso a minha pura admiração por tão maravilhosa poetisa. Não existe, na minha opinião, tão fascinante poetisa erótica na blogosfera.
    .
    Deixo um carinho molhado

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Querida Maria Angela.
    Ya tengo colocado en mi blog un "banner" en la columna lateral,
    para acceder directamente a su blog.
    Merci por su confianza!

    ResponderExcluir