terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Tempo III





Passam-se anos e o tempo conta,
Sente-se no corpo esse avanço,
Mas a buceta sempre está pronta,
Entre coxas que se fortalecem em balanço.

É a bunda que rebola apetitosa
Que se move também em metidas,
São meus gemidos de mulher fogosa,
Que te excitam a estocadas compelidas.


É o meu pé que te encanta soberano,
Quando, em êxtase, o chupas depravado,
Sentindo em tua boca o gosto insano,
Que dele emana como veneno já provado.



São meu dedos que te masturbam,
Hábeis e solertes instrumentos de tesão,
Pegam teu caralho e o arregaçam
Exponho tua glande a minha disposição.

E chupo teu pau como puta te xingando,
Te levo ao delírio, a loucas contorções,
Vejo feliz teu corpo ao meu comando,
Jorrar porra quase em loucas convulsões.


4 comentários:

  1. Bucetuda gostosa. Wderfulife

    ResponderExcluir
  2. Sente-se o tempo, o tempo todo, inclusive na buceta, e essa buceta, mesmo assim, não perde a vivacidade! Que siga! :)

    ResponderExcluir
  3. Uma fodilhona, é o que a menina é!

    ResponderExcluir