quinta-feira, 13 de junho de 2019

Foda II






Belos ninfetos, paus pequenos, inexplorados,
Corpos imberbes, inseguros e serem educados,
Professora dos prazeres me proclamo indecorosa,
Safada me conheço, pois sou uma puta desejosa,
Fêmea delicada, presa fácil quando me convém,
Dominante autoritária quando quero também,
Sirvo a deuses indecentes, como o Príapo de pau duro
Que me excitam como Isis e Afrodite em seu tesão impuro,
Quando sento sobre um caralho e rebolo como puta,
Engolindo o membro duro em minha buceta resoluta,
Molhada e tremulenta, ardorosa peluda e pulsante,
Cheirando a sexo, acre, suada, mordeora triunfante.





4 comentários:

  1. As palavras escritas.. são belas... mas as palavras visuais... são sempre extremamente quentes ;)
    https://onossoamorperfeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. te amo linda mulher, adoro suas safadezas cheias de porra a escorrer

    ResponderExcluir
  3. Menina... não aguentei de saudade.. e voltei!!
    Vá me visitar!!!
    E quem sabe te republicar num post inédito????

    ResponderExcluir
  4. Na poesia erótica não tem rival. É simplesmente brilhante

    Bjo

    ResponderExcluir