quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Paraíso II




Há fêmeas safadas, há mulheres que são cadelas,
Sou dona de algumas, mas uma delas mais me excita,
Narcisista e ninfa, como e dou para todas elas,
Mas deliro, serpente atracada em sexualidade esplícita.

Amo sua buceta generosa, adoro chupá-la molhada,
Bebo teus fluídos viscosos na minha língua dura,
Enquanto com dedo safado, provoco-te uma gozada,
E masturbo a buceta aberta, excitada em mordedura.

Minha mulher delirante, sonhadora das fodas servis,
Como eu, sem caráter ou limites, puta gotosa,
Capaz de tudo na cama, louca por prazeres vis,
Boqueteira gostosa que me chupa feliz e fogosa.

Cachorra ordinária, sente tua amante tarada,
Lamber teu corpo adorado, chupar teu grelo inchado,
Te meter o dedo no cu, te pondo no espeto rolada,
Te fazendo jorrar gostoso teu fluído de amor esguichado.



2 comentários:

  1. Boa noite:- Também adoro chupá-la bem molhadinha. As sua fotos são um delírio. Os seus poemas são de uma excitação ímpar.
    .
    * Inversão de papéis: Mulher com Strap-on no homem (marido/namorado) *
    .
    Abraço

    ResponderExcluir