sábado, 2 de março de 2019

Chupada II



Sentir na boca o caralho penetrante,
Que me leva a um estado d'alma triunfante,
Dona que sou do corpo de meu amante,
Mestra de seu espirito e de seu corpo ofegante.

Chupo com gosto esse pau despudorado,
Sinto na língua ele duro e excitado,
Engulo todo até o talo depilado,
Seguro firme o saco curto e esticado.

Quero porra em minha boca safada,
Esperma grosso, denso nessa mamada,
Bebo e sinto na garganta depravada,
As borbulhas de seu sêmen, quase uma mijada.

Me masturbo enquanto te chupo ofegante,
Gozo junto, mal respiro, fico arfante,
E explodo aos  gritos e sussurros claudicante,
Bucetando como puta, sem vergonha e triunfante.



4 comentários:

  1. E no fim sai um poema...brilhante
    ´
    Carnaval feliz

    ResponderExcluir
  2. Yours words thrust into my brain like your tongue in my mouth - or your finger teasing my ass then probing and turning, while more words grasp my erection, stroking and pleasuring until my soul is released, like a fountain of cum

    ResponderExcluir
  3. vadia safada, paus duros e moles, endurecendo-os, amolecendo-os depois da gozada gostosa, a porra quente.. linda.. linda sempre.. te adoro
    jacklenon

    ResponderExcluir
  4. Um cacete bem chupado é sinônimo de explosão! Em todos os sentidos!

    ResponderExcluir