sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Delicias Imperiais I

                                                     Monumens de la vie privée des XII Césars 1780. Pierre d’Hancarville(1719 – 1805), França.


Bacantes imoralidades, promessas de prazer,
Seduções e posses, submissão em si perfeita,
Desejos satisfeitos que a outros conduzem ao trazer,
Um delírio de ninfômana sempre astuta e insatisfeita.

Preliminares sem inocência, conscientes do pecado,
Pegações sem rubor, nem limites, pleno ardor,
Molhar buceta, caralho endurecer, livre e melecado,
Punhetar e chupar, como em Roma milenar, sem pudor.

Sinto a tua boca quando recebo esplendoroso na buceta,
Teu beijo sáfico e sacana, fruto safado de língua vadia,
Prazer onírico que me inebria e me arrepia até a teta.

Sinta a punheta precisa e experiente que te aplico,
Nesse pinto duro e desejado que excito com ousadia,
Controlando teu gozo de puto possuído, belo e bucólico.




3 comentários:

  1. Muito bom ser punhetado enquanto aplico um delicioso oral. Gostei

    ResponderExcluir
  2. Eu no lugar dele logico beijo grego e dedada, amei !!!

    ResponderExcluir